Macho é mais carinhoso/agitado/obediente(ou qualquer outra característica) que fêmea?

Uma das perguntas mais recebidas! Normalmente baseado em “Fulano tem um macho que é super agitado e uma fêmea que é um doce! Então fêmeas são mais doces que machos! Quero fêmea!”. Não conclua algo baseado em um ou outro caso!!

Vou falar aqui sendo bem específica da raça border collie (pq outras raças podem ter uma variação maior de temperamento relacionado ao sexo).

Não existe diferença de temperamento relacionado ao sexo! Se for para apontar alguma, diria que os machos castrados são os cães mais estáveis, então, seria sem dúvida a primeira opção em um cão de companhia, esportes ou qualquer outra coisa que não precise ser fértil (ou seja, 99,9% dos casos).

Mas vamos voltar à frase citada no primeiro parágrafo, como exemplo, o que existe é VARIAÇÃO INDIVIDUAL, no caso daquela família, o INDIVÍDUO fêmea é mais doce que o outro INDIVÍDUO, que é macho. Simples assim, não é porque ele é macho que ele é mais agitado e não é porque ela é fêmea que é mais doce. Pode acontecer exatamente o mesmo comparativo em outra família com sexos opostos! ACREDITE! São centenas ou dezenas de cães que conheço, convivo e presto consultoria pós-venda para AFIRMAR que essa variação de comportamento RELACIONADO AO SEXO não existe! Hehe

Então, você pode até preferir fêmea ou macho, por qualquer outro motivo, mas não por ser mais ou menos dócil, mais ou menos agitado, ou mais ou menos qualquer coisa relacionado a comportamento! Hehe O que vai de fato impactar é na aparência física! Machos são mais vistosos, robustos, peludos, masculinos. Digo que na raça border collie, você não precisa olhar os órgãos genitais para saber se é macho ou fêmea, isso tem que ser nítido ao ver o cão ADULTO (depois da maturidade, claro).

E com relação à demarcação de território?? Sim, machos não castrados PODEM demarcar território se não forem bem educados. Machos castrados não demarcam território (a não ser que sejam mto mal educados). Mas via de regra eu digo: para educar um macho castrado a não demarcar território é quase que natural, não precisa de esforço ou muita experiência em educação de cães. Para um macho inteiro, isso é possível? É sim! Com certeza! Mas é uma tarefa para os mais experientes e que demanda de um pouco mais de dedicação. Apenas isso!

Via de regra o pet ideal é o macho, castrado (depois falo sobre idade de castração – acho até que já gravei um vídeo sobre isso!), mas o mais importante é ter um cão de comportamento estável e bem educado.

Opinião de Camila Sakavicius – Médica Veterinária e Criadora de Border Collies desde 2003

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *