Hospedagem Para Cães com Cuidado a Mais – De Maio a Agosto de 2021, o Emporium dos Cães faz a Vermifugação dos Hóspedes

O Emporium dos Cães é sempre uma ótima a opção para Hospedagem para Cães de Campinas e Região!

Aqui a gente se preocupa com a saúde de todos, e a prevenção contra parasitas faz parte de um importante cuidado com os cães! Não é incomum que a gente acabe se esquecendo de fazer essa medicação, pois, na maioria das vezes, a verminose é uma doença silenciosa, que não causa sintomas aparentes, mas os parasitas podem estar presentes! Nesse período, vamos oferecer para você a medicação para fazer essa prevenção, e o que é melhor: vamos anotar em nosso banco de dados e te ajudaremos a lembrar quando tiver que refazer a medicação! O Emporium dos Cães é sempre uma ótima a opção para Hospedagem para Cães de Campinas e Região!

RESERVE JÁ SUA ESTADIA E CONTE COM ESSE CUIDADO ESPECIAL!

Você se lembra qual foi a última vez que fez o tratamento de vermes no seu cão? Você sabe de quanto em quanto tempo tem que ter esse cuidado?

Pois é! Pode até ser que você saiba, mas essa é uma dúvida muito recorrente! E mesmo que não haja a dúvida, o risco de esquecer é muito grande! Às vezes anotamos em uma agenda que nem usa mais, ou um papelzinho que ficou perdido no fundo de uma gaveta… Não se preocupe, você não está sendo um mau dono para seu cão por causa disso. Acontece com a grande maioria das pessoas! E por isso, o Emporium dos Cães quer te ajudar sempre a ter uma vida ainda mais incrível com seus cães.

De Maio a Agosto, todos os Hóspedes que fizerem Check-in no nosso Hotel ou Day Care receberão o tratamento adequado para o tamanho e a idade do seu cão, avaliados pela nossa Veterinária, Camila Sakavicius. A partir disso, vamos conversar com você, e se você tiver de acordo, o tratamento é por nossa conta! A primeira dose será feita durante a estadia e você levará para casa a dose que terá que dar nos próximos 15 dias. Ou seja, um tratamento completo completamente grátis.

Todos os cães que moram no Emporium estão recebendo esse mesmo tratamento, garantindo que a chance de re-contaminação por esses parasitas seja ainda menor! Ou seja, o que faz bem para os nossos, faz bem para o seu! 

Mas afinal, o que é Verminose?

Verminose é algo muito comum em cães, na maioria das vezes, é uma doença muito branda, que passa despercebido, pois pode não causar sintomas aparentes. 

“Aquilo que não vemos, não lembramos!”

Em cães adultos, pode acontecer alguns sinais que são muito inespecíficos, que podem ter inúmeras outras causas, ou serem tão brandos ou rápidos que nem notamos. Como por exemplo:

  • Diminuição de apetite
  • Pequenas manchas de sangue nas fezes
  • Perda de peso
  • Pelagem mais opaca e quebradiça
  • Ato de esfregar o bumbum no chão
  • Vômitos

Mas, pode ser que o seu cão nunca tenha tido absolutamente nenhum desses sintomas e ainda esteja parasitado!

Em filhotes, os sintomas costumam aparecer com um pouco mais de clareza, mas ainda assim são inespecíficos. Além dos citados acima que costumam aparecer com um pouco mais de intensidade, ainda podemos notar:

  • Mucosas pálidas
  • Presença de vermes nas fezes ou mesmo nos vômitos 

Mas ainda assim, a ausência de sintomas não significa ausência de parasitas. Na verdade eu costumo dizer que filhotes quase sempre estão parasitados, mesmo que com uma pequena carga. Mas isso acontece em decorrência de dois principais fatores:

Primeiro pela imunidade, filhotes são mais susceptíveis à parasitoses e costumam ter uma carga parasitária maior do que adultos que convivam no mesmo ambiente.  

E, em segundo lugar, pelos próprios hábitos mais infantis, como cavar buracos, levar mais coisas à boca, entre outras traquinagens típicas de bebês! E mesmo que o filhote nunca tenha sido exposto a nenhum lugar como esse, ele provavelmente recebeu a contaminação pelo leite materno.

Ou seja, o calendário de vermifugação precisa fazer parte da vida do filhote!

A grande boa notícia é que tudo isso tem controle! E raramente vai ter consequências ruins se cuidarmos, especialmente de forma preventiva!

Como prevenir verminoses?

Através de tratamentos periódicos que podem variar de acordo com o desafio de cada cão! Por isso faremos a avaliação individual e fazer a prescrição adequada para o estilo de vida do seu cão.

Em geral, filhotes devem ser tratados com intervalos de três a quatro meses e adultos com intervalos de quatro a seis meses.

O exame de fezes nem sempre é eficaz para fazer esse controle, visto que há chances de dar “falso negativo”, então, se você faz o exame para decidir ou não se o cão precisa ser tratado, pode ser que venha negativo no exame, mas ainda assim o cão precisaria de tratamento.

Atualmente, as drogas e medicações disponíveis são altamente seguras, e vale a pena fazer o controle de forma preventiva, economizando tempo e procedimento com exames que podem não dar a resposta que precisamos. Para um exame com mais acurácia seria necessário repetir o exame em pelo menos 3 vezes, com dias alternados, e que todos esses dessem negativo para podermos afirmar que o diagnóstico é de fato negativo.

Então, a não ser que o cão tenha algum problema específico de saúde, na maioria das vezes, o que faz mais sentido é realizar o tratamento de forma preventiva! Por isso que adotamos essa prática.

Como fazemos com os nossos Cães?

No Emporium dos Cães, os cães recebem tratamentos simultâneos a cada três meses, minimizando a contaminação do ambiente e mantendo-os sempre saudáveis e com carga parasitária o mais baixa possível.

Fazemos um protocolo com variação de fármacos, mas o que mais usamos e recomendamos é o Petzi Plus ou o Canex Premium. Dois vermífugos de amplo espectro, de um laboratório absolutamente confiável, que é a Ceva Saúde Animal. Nessa campanha faremos com o seu cão com alguma dessas duas opções, pois além de tudo, queremos compartilhar o que é ótimo para nós com você e seu cachorro!

Se você quer receber esse mesmo carinho, entre em contato e reserve já a estadia dos melhores dias do seu cão!

Esse texto foi escrito por CAMILA SAKAVICIUS, e sua reprodução só é permitida se for feita de maneira integral e se a fonte for citada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *